Temas Fechar

Um dia na vida de um consultor imobiliário (durante o confinamento) - por Délcio Oliveira

06 de Maio de 2021

Conheça alguns dos hábitos e rotinas de um consultor imobiliário em confinamento.

São 6:30 e o despertador toca. Vamos lá a levantar Délcio que está na hora de começar o dia.

 

Sou uma pessoa muito “acelerada” e tenho batalhado para começar a desacelerar o ritmo diário. Normalmente, começo o meu dia com 10 minutos de meditação. No princípio, era quase impossível meditar por 2 minutos sequer, então progressivamente vou aumentando o tempo (o objetivo para 2021 é chegar aos 30 minutos). Neste período de tempo, desligo a ficha e concentro-me muito na respiração.

 

» Leia também: Como meditar em casa de maneira simples

 

Logo a seguir tento fazer algum tipo de atividade física durante 30 a 45 minutos. Os exercícios variam desde uma caminhada à beira-rio, até a um treino de cross training na minha varanda.

 

Meditação feita, treino feito, está na hora de preparar o pequeno-almoço e sentar calmamente na cozinha a comer, enquanto vou lendo as notícias em Portugal e no Mundo. Aproveito também para “surfar” pelas redes sociais e atualizar-me das últimas tendências no TikTok (sim, eu sou um grande fã desta rede).

 

Independentemente da agenda que tiver para o dia, tento manter sempre essa rotina, pois foi a forma que encontrei para começar o dia motivado e cheio de energia.

 

Por volta das 9h00, sento-me em frente ao computador, revejo a minha agenda e começo a responder emails. Ás 9h30, acontece normalmente, a nossa reunião de equipa Zome Pr1me, pela ferramenta Zoom.

 

» Leia também: Como realizar reuniões online mais produtivas: 7 dicas para colocar em prática 

 

Nesta reunião, os colegas partilham o seu dia anterior e falam um bocado sobre a sua agenda do dia. O nosso Business Coach é o pilar da reunião, pois é ele que sabiamente conduz a reunião e vai dando o seu feedback e inputs sobre o que estiver a ser partilhado. De extrema importância, este momento serve muito para partilha de experiência, o que de certa forma enriquece-me como profissional.

 

Por volta das 10h30, começa o bloco de tempo que para mim é o mais importante para qualquer consultor, que é o período de fazer contactos!

 

Tenho uma lista de em média 15-20 nomes e números de pessoas para quem ligar. Divido esses contactos entre “clientes FSBOs”, “amigos e familiares” e “parceiros de negócio”.

 

Começo sempre por ligar aos FSBOs, porque por norma são os mais “complicados” a fazer e se os fizer logo de manhã pelo menos essa parte das atividades fica já garantida.

 

Quando passo para os amigos, familiares e parceiros de negócio, já são contactos mais agradáveis de se fazer, porque são pessoas com quem eu tenho algum grau de confiança e a conversa flui de forma mais natural.

 

Este bloco de tempo passa a voar, e quando me apercebo já são 13h00 e é hora de almoçar.

 

Durante o confinamento, a Zome apostou bastante no plano de formação e quase todos os dias tínhamos formação/workshops via Zoom, logo a seguir ao almoço.

 

Este era o momento de rever alguns conceitos e em muitos casos aprender conceitos novos. Isto ajudou-me e ajuda-me sempre a evoluir como profissional. Paralelamente, aproveitei o confinamento para ir fazendo formação em outras áreas.Entre formação e workshops já a tarde vai a meio.

 

» Leia também: 5 motivos para começar a investir na sua formação

 

Depois das 16h30 é horário de trabalhar na parte administrativa do meu negócio. Exatamente! É hora de atualizar a base de dados de contactos, preparar propostas para clientes, fazer estudos de mercado, e outras atividades relacionadas com os “bastidores” do meu trabalho.

 

Ao fim da tarde opto sempre por sair um bocado de casa e dar um passeio de pelo menos 15min. Esta caminhada não tem como objetivo fazer exercício físico, mas é mais um momento de relaxar, apanhar ar puro e “ver pessoas”.

 

Na minha profissão, o fundamental são as pessoas e estou tão habituado ao contacto diário que ficar em casa sem ver ninguém pode ser bastante frustrante. E a minha saúde mental agradece.

 

» Leia também: 7 hábitos para incluir na sua rotina e aumentar a produtividade

Créditos de imagem: Adobe Stock

Ao regressar a casa sento-me na cozinha ou na varanda a ler. Fiz o compromisso comigo mesmo de ler pelo menos 10 páginas por dia. Tenho o hábito de ler 2 livros em simultâneo (normalmente um de ficção e outro mais técnico). No meio de tantas chamadas, reuniões via Zoom, páginas de leitura e calorias queimadas no treino, o dia termina.

 

É hora de jantar, enquanto vejo as notícias no telejornal. Tento manter-me longe das notícias “só COVID” e exploro outros canais, outro tipo de notícias mais alegres, e que me ajudem a manter o ânimo e o espírito positivo.

 

Depois do jantar, reservo entre 10 a 15 min para preparar a minha agenda para o dia seguinte.

 

Agenda feita, sento-me no sofá e opto sempre por ver alguma série de comédia na TV. Ajuda a dar umas boas gargalhadas, a relaxar e a não ter que pensar em mais nada. Por volta das 22h30, já começo a dormitar no sofá… Bem, está na hora de ir para a cama e descansar, que o dia seguinte promete!

 

Da experiência que tive do confinamento, a lição mais importante que levo é que, nós como seres humanos, somos criaturas de hábitos e precisamos de algum tipo de rotina para manter o nosso cérebro a funcionar de forma saudável.

 

Confesso que os primeiros dias de confinamento foram complicados de gerir. Encarei os 2-3 primeiros dias como umas férias. Mas, após esse período tive que sentar, organizar uma agenda e preparar uma rotina diária que me ajudasse a manter produtivo, mas que também contribuísse para que eu não desse em doido por estar fechado em casa e ter o ginásio, o escritório, o lar, todos no mesmo espaço.

 

Agora que começamos a desconfinar e ir à rua para trabalhar já é permitido, e apesar das rotinas antigas começarem a voltar a instalar-se, muitas das ferramentas (como as reuniões via Zoom) ainda vão continuar a ser uma constante para mim.  

 

As dificuldades só nos ensinam a ser mais criativos, até porque como já dizia um dos meus mentores: “Na vida, a única constante é a mudança”.

Conheça alguns dos hábitos e rotinas de um consultor imobiliário em confinamento.

06 de Maio de 2021
Autor:

Délcio Oliveira

Consultor Imobiliário HUB Restelo
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios