Temas Fechar

Já instalou a "app" StayAway Covid ?

04 de Setembro de 2020

Saiba mais sobre a aplicação StayAway Covid que pretende identificar potenciais exposições a pessoas infetadas com Covid-19.

Vamos quebrar a cadeia de transmissão de Covid-19? Proteja-se a si e aos outros. Saiba mais sobre a aplicação StayAway Covid

 

app StayAway Covid pretende identificar potenciais exposições a pessoas infetadas com Covid-19 e já está disponível para download iOS e Android. 

 

A aplicação permite, de forma simples e segura, que cada um de nós seja informado sobre exposições de risco à doença, através da monitorização de contactos recentes. A aplicação é de utilização voluntária e gratuita e, em momento algum, tem acesso à sua identidade ou dados pessoais.

 

Promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e implementada pelo INESC TEC, em parceria com o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), o uso da aplicação StayAway Covid é voluntário, gratuito e anónimo, e pretende funcionar como uma ferramenta complementar para conter a expansão da pandemia de Covid-19. 

Como funciona a app StayAway Covid?

Créditos de imagem: sns.gov.pt

O funcionamento é simples: cada utilizador que tenha testado positivo poderá inserir o código do teste na app.

 

Depois da validação da Direção-Geral da Saúde (DGS), a aplicação irá alertar outros utilizadores que tenham estado próximos do utilizador infetado – durante 15 minutos ou mais -, sempre sem revelar a sua identidade, os seus contactos ou os de outros utilizadores.

 

Quando não há registo de contactos de proximidade com elevado risco de contágio, a página inicial da app apresenta uma cor verde que mudará para o estado amarelo sempre que o utilizador tenha estado próximo de alguém a quem foi diagnosticada Covid-19.

 

A DGS é a entidade responsável por gerir o sistema e garantir que o tratamento de dados respeita a legislação europeia e nacional. Todos os requisitos, recomendações e orientações da Comissão Nacional de Proteção de Dados foram consideradas e acolhidas. Só são partilhados os códigos das pessoas infetadas, que não permitem identificá-las, que queiram avisar aquelas com quem estiveram em contacto.

app foi desenvolvida pelo Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência, um laboratório associado do sistema público que a ofereceu à área de Governo da Saúde sem qualquer custo.

 

A Stayaway Covid será brevemente integrável com as de outros países europeus que funcionem segundo o mesmo modelo no quadro do grupo técnico eHealth Network e pode ser descarregada a partir da App Store e da Google Play.

 

 

Segundo a informação da app, “O sistema foi desenhado para preservar o anonimato de quem a utiliza. Os dados difundidos e recebidos pelos telemóveis, e que eventualmente são publicitados online, são gerados aleatoriamente pela aplicação sem qualquer relação com os telemóveis nem os seus utilizadores”.

 

Os códigos que são enviados e recebidos através do Bluetooth são guardados no telemóvel e o sistema não consegue identificar os utilizadores.

 

Caso tenha alguma questão, verifique a página StayAway Covid - perguntas frequentes. 

 

Fontes:

Serviço Nacional de Saúde

StayAway Covid

Saiba mais sobre a aplicação StayAway Covid que pretende identificar potenciais exposições a pessoas infetadas com Covid-19.

04 de Setembro de 2020
Autor:

Adriana Gonçalves

Content Manager & Social Media Zome
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios