Temas Fechar

Guia prático para quem vai viver sozinho pela primeira vez

25 de Março de 2021

Planos para começar a viver sozinho em breve? Descubra alguns aspetos para os quais deve estar preparado.

Já pensou como seria viver sozinho? A liberdade para criar as suas próprias regras, as rotinas feitas à sua medida, a casa decorada a seu gosto, os jantares com os amigos, os banhos prolongados... A ideia de conquistar independência a este nível pode ser realmente atrativa, mas há quem se deixe levar pela ilusão e se esqueça da realidade: as responsabilidade aumentam, o dinheiro no bolso diminui. 

 

Se está prestes a dar este passo na sua vida, equacione primeiro se este é o momento certo, depois comece a informar-se sobre tudo o que terá de fazer antes de preparar as malas para esta mudança.

 

Sente-se perdido? Descubra neste artigo algumas dicas práticas que preparamos para si e a que deve estar atento.

1 - Faça a escolha certa para si

Faça uma lista com as suas principais necessidades e principais desejos tendo sempre presente a ideia de que “não existe a casa perfeita”! Evite criar expectativas pouco reais e cair na frustração de não encontrar exatamente o que procura. Irá cruzar-se com muitas opções adequadas para o seu bolso e para os seus critérios, mas também é muito provável que tenha de fazer algumas escolhas e abdicar de uma ou outra característica.

 

Quando começar a sua procura, tenha em conta:

 

  • A tipologia mais adequada para si (por exemplo, se trabalha em casa pode ser importante procurar opções com uma divisão disponível para ser transformada em escritório)
  • O estado de conservação do imóvel
  • O recheio da casa (se tem ou não móveis e eletrodomésticos)
  • A localização (tente perceber se está situada numa zona segura e quais os serviços mais próximos de si).

2 - Prepare-se para tratar de papelada

No caso de decidir comprar um imóvel, procure a ajuda de um profissional que irá ajudá-lo a encontrar a melhor solução para si e a simplificar processos burocráticos. Neste caso, recorrendo a financiamento e contando com o apoio de um Consultor Imobiliário, será também acompanhado por um Intermediário de Crédito que será responsável por fazer a comunicação com várias entidades bancárias, negociação e apresentação das melhores condições de crédito para o seu caso.

 

Se estiver à procura de opções para arrendar, deverá ter o cuidado de acordar com o seu senhorio as condições de arrendamento, bem como as cauções e a necessidade ou não de fiadores. Tente deixar já estabelecido o que deve fazer em caso de avaria de algum eletrodoméstico ou outro tipo de imprevistos.

 

» Leia também: Quer comprar uma casa? Saiba por onde deve começar! 

3 - Dê as "boas-vindas" às novas despesas

Viver sozinho é automaticamente sinónimo de mais responsabilidades e mais despesas. É por isso fundamental que se organize financeiramente e, o ideal, é que tenha o cuidado de registar e controlar os seus gastos mensais.

 

Para além das contas básicas como luz, água, gás e internet, não se esqueça de incluir no seu orçamento mensal as despesas de alimentação.

 

Neste caso, procure cozinhar as suas próprias refeições e reserve os almoços e jantares fora para momentos realmente importantes. Faça ementas para a semana, facilitando a hora de fazer compras e evitando desperdício de comida.

 

» Leia também: 7 dicas práticas de poupança para quem vai comprar a sua primeira casa

4 - Crie a sua nova rotina

 

É verdade, a loiça não vai aparecer lavada e a roupa passada, tudo irá começar a depender apenas de si.

 

A nossa sugestão é que crie uma rotina de tarefas domésticas para não acumular muitas coisas para fazer e conseguir manter a casa sempre organizada:

 

> Lave a loiça sempre após as refeições, não deixe para depois. Loiça empilhada à espera de ser lavada dá um aspeto imediato de cozinha desarrumada;

 

> Defina um dia para passar a ferro e organizar a roupa, outro para limpar a casa de banho, outro para a cozinha… Desta forma vai fazendo as tarefas ao longo da semana sem ter de desperdiçar horas do seu fim de semana em lides domésticas.

 

» Leia também: Como organizar a casa diariamente: Dicas práticas para ser mais feliz

5 - Saiba truques simples para resolver imprevistos

Esteja preparado para fazer pequenos reparos, arranjar solução para imprevistos e desenrascar-se sozinho. Tenha à mão uma caixa de ferramentas básicas para pendurar um quadro, montar um móvel ou aparafusar algo fora do lugar.

 

Aproveite também para aprender como limpar determinados materiais e que produtos de limpeza utilizar para garantir que não danifica nada.

6 - Prepare-se para a mudança e comece a planear tudo com tempo

Sendo a primeira vez que vai entrar nesta aventura de viver sozinho, é normal que se sinta um pouco perdido na altura das mudanças. Lembre-se de ter cuidados básicos com organizar tudo por divisão (cozinha, casa de banho, quarto, etc…), embalar com segurança os objetos frágeis e identificar todas as caixas.

 

Antes de iniciar todo este processo de mudança e mesmo antes de começar a procurar casa, tenha o cuidado de se planear com tempo, principalmente no que toca a economias. Tente criar um fundo de emergência primeiro e faça uma lista de compras essenciais - tendo em conta que irá ter também uma despensa completamente vazia.

 

» Leia também: Dicas para mudar de casa com tranquilidade

A sua casa, as suas regras: aproveite ao máximo!

 

É uma decisão com mais despesas e responsabilidades associadas? É sim, mas tudo o resto compensa! Viver sozinho irá permitir-lhe construir as suas próprias regras, criar as suas rotinas, desfrutar da tranquilidade e ter o seu próprio espaço completamente decorado e personalizado por si.

Planos para começar a viver sozinho em breve? Descubra alguns aspetos para os quais deve estar preparado.

25 de Março de 2021
Autor:

Catarina Pinheiro

Content Manager
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios