Temas Fechar

Gripes e constipações: saiba como proteger a sua família!

10 de Dezembro de 2019

A época das gripes e constipações está oficialmente aberta. Conheça os cuidados que deve ter para proteger a si e à sua família.

Atchiiim!

 

É um frenesim constante durante os meses mais frios do ano.

 

A gripe, esse bichinho malvado que nos deixa cheios de frio, com a cabeça pesada e o nariz a funcionar como uma torneira, chega para todas as idades e aparece quando menos se espera.

 

Quem ainda não esteve engripado este ano e viveu o filme de terror “A vida de uma gripe”? Se aí desse lado não suporta mais a instabilidade do seu sistema imunitário, continue a ler este artigo da Notes. Damos-lhe algumas dicas de cuidados que deve ter para evitar ficar uns dias de cama engripado.

 

Mas afinal, o que é a “gripe”?

Gripes e constipações são coisas diferentes, embora na maioria das vezes a tendência seja confundi-las. Tanto uma como outra são causadas por vírus respiratórios, no entanto, a velocidade da sua evolução e a agressividade do vírus são os grandes fatores que as distinguem.

 

Os sintomas são semelhantes mas, no caso da gripe, esta é considerada uma doença aguda viral que afeta a vias respiratórias e, quando mal diagnosticada, pode levar a complicações mais graves como a pneumonia.

 

E sim, basta um “atchiim” para ficar engripado. Estes vírus são transmitidos através das gotículas microscópicas da tosse ou dos espirros da pessoa infetada ou por contacto direto com superfícies infetadas e entram no nosso organismo pelo nariz ou pela garganta. Idosos, crianças e pessoas com doenças crónicas são os principais grupos de risco.

Quais os sintomas?

As constipações normalmente tratam-se em poucos dias e não provocam epidemias. No caso da gripe, a situação pode complicar-se bastante podendo evoluir para pneumonias e infeções respiratórias graves. Os sintomas mais frequentes são:

 

  • Fadiga
  • Sensação de frio
  • Espirros
  • Dores de cabeça
  • Dores de garganta
  • Tosse
  • Congestão nasal
  • Febre

Como prevenir?

“Mais vale prevenir do que remediar” e quando se fala de gripes este velho ditado popular não podia ser mais adequado! A prevenção da gripe é um exercício constante e diário de boas práticas de higiene e saúde pessoal.

 

» Lave as mãos frequentemente: Sim, parece até um pouco cliché mas o hábito de lavar as mãos com frequência vai ajudá-lo a combater a temida gripe. Sem nos apercebermos, tocamos no nosso rosto (boca e nariz) várias vezes ao longo do dia (cerca de 16 vezes por hora) abrindo espaço para a fácil propagação do vírus.

 

» Ponha o corpo a mexer! Que é como quem diz “pratique exercício físico”. Com a prática de exercício, a circulação sanguínea aumenta ajudando a combater mais eficazmente as bactérias e os vírus. E não há desculpas para os mais preguiçosos: 30 minutos de atividade física por dia é o suficiente para reforçar o sistema imunitário.

 

» Tenha uma alimentação equilibrada: Prepara-se com tempo e comece a apostar na ingestão de alimentos ricos em Vitamina C antes de iniciar o Outono e o Inverno. Não se esqueça de beber muita água, principalmente se já estiver engripado: um corpo bem hidratado é meio caminho andado para uma recuperação mais rápida.

» Descanse o suficiente: Conhece a expressão “Mente sã, corpo são”? Exatamente. Seja amigo do seu corpo, descanse as horas de sono aconselhadas para repor o equilíbrio do seu sistema imunitário.

 

» Tenha alguns cuidados ao tossir e espirrar: Sempre que tossir ou espirrar, deverá proteger a sua boca e o nariz com um lenço descartável ou com o seu antebraço. Ao proteger-se a si está também a evitar a transmissão do vírus para outras pessoas.

 

» Informe-se sobre a vacina da gripe: Crianças, pessoas com mais de 65 anos, grávidas e pessoas com doenças crónicas, pessoas com o sistema imunitário fragilizado, diabéticos e profissionais de saúde, devem ser vacinadas contra a gripe. Apesar da vacina ser aconselhada principalmente para estes grupos de maior risco, qualquer pessoa pode adquirir a vacina numa farmácia e deslocar-se a um centro de saúde para a sua administração.

Já estou doente, e agora?

Se não teve a sorte de ler as nossa dicas e neste momento já foi atingido por um vírus mesquinho, tenha o cuidado de evitar a sua transmissão.

 

  • Evite sair de casa (principalmente se estiver com febre, para o seu próprio bem estar)
  • Evite o contacto com pessoas indicadas como “grupos de risco” (idosos, crianças, grávidas…)
  • Não se esqueça das regras básicas: lavar as mãos com frequência e proteger o nariz e a boca sempre que tossir ou espirrar;
  • Nestes dias evite frequentar espaços com muitas pessoas, que sejam fechados com pouca ventilação

 

Esteja atento aos sintomas! Não deverá recorrer de imediato às urgências, pois no caso de uma gripe estará a ser o melhor amigo do vírus ao ajudá-lo a propagar-se no ambiente hospitalar e, como o seu sistema imunitário está mais fragilizado, ficará suscetível a outros tipos de bactérias.

 

Consulte sempre em primeiro lugar o seu médico para que lhe prescreve um medicamento e o aconselhe sobre os cuidados que deve ter e o que deverá fazer no caso dos sintomas se agravarem.

As "mezinhas" das avós

“Leva um casaquinho que a noite vai arrefecer!” Quem já ouviu esta expressão? E não é que a noite arrefecia mesmo? As nossas avós, com toda a sua sabedoria popular, deixaram-nos alguns truques que podem ajudar no alívio de alguns sintomas das gripes e constipações.

 

» Chá com casca de limão: para além de ser rico em vitamina C tem também propriedades antibacterianas. Pode ainda adicionar um pouco de gengibre para aliviar a congestão nasal e as dores de garganta;

 

» Mel: coloque um pouco de mel numa bebida quente para o ajudar a diminuir a sensação de garganta irritada;

 

» Vaporizações e banhos quentes: nariz entupido? Faça uma panela de água bem quente com eucalipto, manjericão ou menta e utilize os seus vapores para ajudar a diminuir a congestão nasal;

 

» Chá de equinácea: estimula o sistema imunitário e, no caso de estar com febre, irá aumentar a transpiração ajudando a combatê-la.

 

Mas atenção: É claro que não existe uma receita milagrosa e estas “mezinhas” não passam de pequenos truques para ajudar no alívio dos sintomas. Aconselhamos que, em caso de sintoma de gripe ou constipação, se dirija ao seu médico para um diagnóstico correto e um tratamento adequado ou contacte a Saúde 24 (808 24 24 24) para saber o que deve fazer em primeiro lugar!

Gostou deste artigo? Acompanhe a Notes e fique a conhecer mais dicas sobre saúde e bem-estar que preparamos a pensar em si.

A época das gripes e constipações está oficialmente aberta. Conheça os cuidados que deve ter para proteger a si e à sua família.

10 de Dezembro de 2019
Autor:

Catarina Pinheiro

Redação Zome
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios