Temas Fechar

Dicas para mudar de casa com tranquilidade

10 de Fevereiro de 2020

Está a viver o processo de mudança de casa? Não entre em stress! Siga as nossas dicas para uma mudança mais organizada e mais tranquila!

Lembra-se da Dª Clotilde? (Conheça a sua história, aqui!) Quando decidiu vender a sua casa e mudar-se para casa do filho mais velho ficou descansada por pensar que não teria de se mudar novamente pelo menos nos próximos dez anos! Mal sabia a Dª Clotilde que os netos, assim que começassem a fazer as suas vidas, requisitariam a organização e disciplina da avó para ajudar na fadiga das mudanças.

 

A primeira vez que a Dª Clotilde mudou de casa, como a própria vai contando, “tinha poucos trapinhos, era jovem e recém-casada e naquela altura não havia tanta bugiganga para levar atrás”, agora a conversa é outra.

 

Já se sabe o que se diz da experiência que os anos de vida nos dão! Leia alguns conselhos que a Dª Clotilde costuma seguir e mude de casa com tranquilidade!

1. Organize-se

Se está a viver o processo de mudança de casa, fique já a saber que o essencial para não ter dores de cabeça é ser uma pessoa metódica e organizada!

 

Comece por definir a data mais conveniente para si e para a sua família. O ideal é assegurar que no dia anterior à mudança fica por casa para agilizar os últimos preparativos.

 

Use e abuse das listas! Sim, listas para organizar o que tem de transportar em primeiro lugar para a casa nova ou o para definir o que vai levar consigo e o que vai doar, vender ou deitar fora.

 

Pense bem no tipo de materiais que vai precisar de ter para usar nas mudanças. Compre caixas ou peça no supermercado mais próximo da sua casa para lhe dispensar algumas. Tenha sempre à mão fita cola, tesoura, papel e marcadores ou canetas e uma caixa de ferramentas básicas.

2. Aproveite para praticar o “desapego”

A mudança para uma nova casa é a altura ideal para fazer um refresh aos objetos que já não precisa! Se tem aquele eletrodoméstico que acabou por encostar num canto do armário e já não usa há mais de 1 ano, está na hora de se desfazer dele!

 

O mesmo acontece com as roupas e o calçado que vamos acumulando ao longo dos anos sempre na esperança de que sirva ou de que volte a ser moda. Esqueça! Pense no seguinte: “Há quanto tempo não uso esta peça? Preciso dela?”

 

Pode ainda tirar mais uma vantagem deste desapego: para além de se desfazer de coisas que só estão a ocupar espaço e só lhe vão roubar arrumação na casa nova, pode ainda aproveitar para ganhar uns trocos extra vendendo alguns objetos que ainda estão em bom estado mas já não têm utilidade para si!

3. Atenção aos materiais mais pequenos

 “Falta aqui um parafuso!”, a assustadora expressão que ninguém quer ouvir quando está a montar aquele banco ou aquela cadeira que levou consigo nas mudanças. Se vai desmontar móveis para usar na casa nova, certifique-se que guarda todas as pequenas peças num saco ou numa caixa devidamente identificada para na hora de montar tudo novamente ser mais fácil e rápido de encontrar.

4. Tenha cuidados especiais com objetos frágeis

Tenha atenção aos objetos mais frágeis. Nem queremos imaginar o horror de encontrar “aqueles copos de cristal” que comprou com tanto primor para receber a família e os amigos nas datas mais importantes, partidos em mil e um pedacinhos. Livre-se desta saga de terror!

 

Proteja os eletrodomésticos e as loiças com jornais velhos ou se preferir, compre “plástico bolha” ou outro tipo de materiais protetores. No caso dos utensílios elétricos ou tecnológicos, retire todas as partes removíveis e utilize fita adesiva para segurar todas as peças que se podem perder mais facilmente.

 

Não deixe caixas vazias! Preencha todos os espaços vazios das suas caixas com papel ou jornal para evitar que os objetos se movam e se danifiquem durante o transporte. 

5. Esvazie o frigorífico

Nos dias antes das mudanças, não faça mais compras de comida. É hora de esvaziar os armários e o frigorífico, evitando desperdícios de tempo e dinheiro. No caso de levar consigo o frigorífico, é muito importante fazer uma limpeza a fundo e deixar descongelar.

 

O nosso melhor conselho é que prepare uma ementa de acordo com os dias que ainda vai ter de cozinhar na casa antiga e os ingredientes que tem disponíveis.

6. Escolha como vai transportar os seus bens

É muito importante definir se vai fazer as mudanças no seu veículo próprio ou se vai optar por contratar uma empresa para o ajudar nesta missão.

 

Comece por fazer contas: quantas viagens tem de fazer se optar por transportar tudo no seu carro?

 

Peça orçamentos às empresas de mudanças mais próximas, informe-se sobre as suas condições de trabalho e sobre os diferentes serviços que disponibilizam. Tente sempre negociar para conseguir uma baixa de preço e na hora de fazer o transporte, selecione primeiro tudo aquilo que não consegue mesmo transportar sozinho.

7. Ative e desative contratos e tenha os papéis em dia!

Quando se está em mudança de casa existem sempre alguns custos associados que deve ter em conta. Faça um orçamento com os custos que já sabe que irá ter: não se esqueça da renda de caução que terá de pagar ou de alguns impostos como o IMI, no caso de habitação própria, por exemplo.

 

Para além disso, se há coisa que não pode cair em esquecimento é a alteração da morada dos serviços contratados e essenciais como a luz, gás ou água. Informe-se também se a sua operadora de internet e televisão podem ser utilizadas na sua nova casa evitando assim outros tipos de custos adicionais associados.

 

Não se esqueça de atualizar a sua morada fiscal nas Finanças, de avisar bancos e seguradoras da alteração de morada e atualizar os seus dados na Segurança Social.

8. No dia da mudança

Chegou o dia D! No dia da mudança, acorde bem cedo de manhã, arrume os últimos itens pessoais que certamente ainda terá lá por casa, vista uma roupa confortável e prepare-se para um longo e cansativo dia!

 

Lembre-se que irá gastar bastante energia e que é importante preparar alguns snacks para ir petiscando ao longo do dia. O mesmo acontece com as refeições como o almoço ou o jantar: o melhor é reservar uma mesa num restaurante ou encomendar umas pizzas para não perder mais tempo do que deveria.

 

Se tiver animais, aconselhamos que neste dia os deixe entregues aos cuidados de um amigo ou familiar para que nada atrapalhe na hora de transportar caixas de um lado para o outro.

Já pensou como pode simplificar o processo de mudança de casa com todas estas dicas que lhe demos? Envie-nos uma mensagem para o nosso facebook e partilhe connosco a sua experiência!

Está a viver o processo de mudança de casa? Não entre em stress! Siga as nossas dicas para uma mudança mais organizada e mais tranquila!

10 de Fevereiro de 2020
Autor:

Catarina Pinheiro

Redação Zome
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios