Temas Fechar

Decoração Montessori: decorar para educar

10 de Janeiro de 2022
Créditos de imagem: Unsplash

Sabia que a decoração e organização dos espaços tem influência no desenvolvimento das crianças? Descubra tudo neste artigo.

“Filhos criados, trabalhos dobrados”, há quem diga que o velho ditado faz todo o sentido. Mas enquanto os filhos “não estão criados”, como é que pode garantir que lhes proporciona uma infância que os fará crescer de forma saudável e equilibrada?

 

Bem, a fórmula mágica não existe, mas há algo que o pode ajudar: o método Montessori. Já ouviu falar?

 

Os primeiros anos da vida de uma criança são fundamentais para o desenvolvimento das suas capacidades cognitivas que englobam diferentes habilidades como a atenção, a linguagem, a memória, a compreensão, o raciocínio, a emoção e a criatividade, por exemplo.

 

Segundo este método, criado e desenvolvido pela médica e pedagoga italiana, Maria Montessori, é fundamental proporcionar um ambiente que permita que a criança aprenda e cresça de forma autónoma, respeitando o desenvolvimento natural das suas habilidades físicas, sociais e psicológicas.  

 

E como é que a decoração pode ter influência nisto? Os espaços da sua casa, especialmente o quarto das crianças, devem ser pensados “em ponto pequeno” e organizados para que os mais novos possam executar as suas tarefas do dia a dia de forma mais simples e possam ter a liberdade de escolha.

 

Neste artigo reunimos as principais características da decoração Montessori para que possa já experimentar em casa gastando pouco dinheiro. Quer saber como? Continue a sua leitura por aqui.

 

» Leia também: Método Montessori: Educar crianças felizes 

1 - Cama

Créditos de imagem: Adobe Stock

A escolha da cama é um dos passos mais importantes na decoração Montessori. A cama deverá ser no chão. Sim, isso mesmo: desta forma a criança consegue deitar-se, sentar-se e sair da cama em segurança.

 

Como saber se está a escolher a opção certa? Para crianças que ainda gatinham, que estão a prender a dar os primeiros passos e começam a dormir sozinhas, opte por colocar o colchão no chão sem qualquer tipo de estrutura aproveitando para colocar algumas almofadas tornando o espaço mais confortável. Se já for uma criança maior, instale uma estrutura mais baixa do que as mais comuns para criança certificando-se de que o acesso é fácil.

2 - Móveis

Créditos de imagem: Adobe Stock

Os móveis associados a este estilo de decoração são, na maioria das vezes, de madeira e plástico. Devem ser instalados à altura dos olhos das crianças e sem portas para que sejam de fácil acesso e visualmente apelativos, sendo até mais seguros pois evitam dedos apertados!

 

Na hora de comprar os móveis verifique as opções disponíveis no mercado que já são possíveis de fazer adaptações para acompanhar o crescimento da criança.

3 - Prateleiras

Créditos de imagem: Adobe Stock

Um quarto Montessori tem de ter prateleiras e estantes! É quase um elemento obrigatório pois permitem arrumar brinquedos e livros libertando espaço do chão e criando hábitos de organização pois associam um local a um determinado objeto.

4 - Espelho

É comum encontrar nos quartos decorados segundo este estilo, espelhos à altura das crianças. O acto de olhar o próprio reflexo é também uma forma de se desenvolver, fazendo com que a criança comece a reconhecer as suas próprias expressões e se conheça enquanto indivíduo.

 

As interações e reações com os espelhos vão mudando à medida que a crianças cresce e por isso é importante garantir que faz as devidas adaptações: quando a criança ainda gatinha pode deixar o espelho na horizontal e mudá-lo para a vertical quando já estiver a dar os primeiros passos.

5 - Barra de apoio

Créditos de imagem: etsy.com

É exatamente aquela barra utilizada no ballet: servirá para ajudar a criança a segurar-se e a começar a dar os primeiros passos sem a ajuda direta de um adulto.

 

Para que a criança se sinta estimulada a utilizar a barra, experimente fixá-la à frente do espelho ou pendurar alguns objetos para que sinta curiosidade em alcançá-los.

6 - Tapetes

Use e abuse dos tapetes, afinal o quarto deverá ser o mais confortável possível para que a criança brinque no chão, ande descalça, gatinhe e caia sem se magoar. Para além disso ajudam a separar o quarto em diferentes áreas: um espaço para ler, outro para dormir outro para brincar, etc.  

 

Forre o piso com tapetes felpudos e macios, de preferência com diferentes texturas para proporcionar experiências sensoriais.

7 - Brinquedos

Créditos de imagem: Adobe Stock

Atenção ao excesso de informação: os brinquedos devem estar à altura da criança para que os alcance facilmente e deve dar preferência aos brinquedos que são indicados para a sua idade.

 

Guarde tudo o que não faz sentido no momento e, se possível, vá trocando brinquedos pois o fator “novidade” irá atrair a curiosidade da criança e estimulá-la a descobrir como brincar com algo novo.

 

Tenha também o cuidado de criar áreas que desenvolvam o espírito criativo, como um espaço de trabalhos manuais e outro de leitura.

Preste atenção à segurança

Adaptar um quarto segundo o método Montessori é promover a liberdade e autonomia da criança, por isso é fundamental reforçar a segurança para que possa brincar sozinha no quarto sem perigos. Anote esta dicas:

 

  • Proteja as esquinas dos móveis.
  • Opte por estantes com acabamentos redondos.
  • Certifique-se de que os móveis, espelhos e estantes estão bem fixos sem perigo de cair quando a criança se segurar.
  • Proteja todas as tomadas.

Adaptações simples para outros locais da casa

Créditos de imagem: Adobe Stock

Na cozinha:

 

  • Reserve a gaveta mais baixa para guardar alguns utensílios para a criança utilizar incentivando-a a participar do momento de pôr a mesa, por exemplo.
  • Guarde alguns snacks e frutas na última prateleira do frigorífico para que os possa alcançar facilmente.
  • Invista numa “torre de aprendizagem” para que a criança possa acompanhar algumas tarefas que vai fazendo na cozinha.

 

Na casa de banho:

 

  • Se tiver oportunidade, adapte um pequeno móvel para que sirva de lavatório. Desta forma a criança poderá lavar os dentes e as mãos facilmente sem recorrer a nenhum adulto.

As opções de adaptações e decorações são infinitas para todos os espaços da sua casa e com os mais variados objetivos, vale a pena debruçar-se sobre este tema se tem crianças por casa ou se vem alguma a caminho!

 

O mais importante é garantir que existe espaço suficiente para a criança brincar e para começar a adquirir hábitos e rotinas para a vida crescendo de forma saudável e autónoma.

 

Gostou deste artigo? Encontre outras dicas de decoração aqui na NOTES.

Sabia que a decoração e organização dos espaços tem influência no desenvolvimento das crianças? Descubra tudo neste artigo.

10 de Janeiro de 2022
Autor:

Catarina Pinheiro

Content & Social Media Manager Zome
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios