Temas Fechar

Coronavírus COVID-19: O que se sabe sobre este vírus

12 de Março de 2020

Um novo vírus manifestou-se nos humanos e desde então, tem-se vindo a espalhar e a assustar o mundo.

 

No final de 2019, um novo vírus manifestou-se nos humanos e desde então, tem-se vindo a espalhar e a assustar o mundo. A comunidade científica e as autoridades de saúde pública têm aprofundado as suas investigações para conhecer ao pormenor e o mais depressa possível, mais sobre este agente que teve como epicentro a cidade chinesa de Wuhan, província de Hubei, na China.

 

O novo coronavírus, intitulado COVID-19 está ainda sob investigação. Este artigo é assim baseado na informação que até então foi partilhada nos sites oficiais da Direção Geral da Saúde e do Serviço Nacional de Saúde Português.

 

O que são os coronavírus

Os coronavírus são uma família de vírus conhecidos por causar doença no ser humano. Normalmente estas infeções estão associadas ao sistema respiratório, podendo ser parecidas a uma gripe comum ou evoluir para uma doença mais grave, como pneumonia.

Qual é a origem da COVID-19?

A origem (fonte da infeção) da COVID-19 é desconhecida e ainda pode estar ativa, segundo as informações publicadas pelas autoridades internacionais.

Porque foi dado o nome de COVID-19?

A Organização Mundial da Saúde decidiu atribuir um nome que fosse fácil de transmitir e que não indicasse nenhuma localização geográfica, um animal ou grupo de pessoas. O nome, COVID-19, resulta das palavras “corona”, “vírus” e “doença” com indicação do ano em que surgiu (2019).

Este coronavírus é igual aos outros vírus?

Não. Apesar de se tratar de um novo vírus e ainda não existir um total conhecimento sobre este, sabe-se que é diferente dos outros, apesar de ter alguma semelhança (geneticamente) ao SARS.

 

É necessário mais tempo de investigação para se conseguir apurar todas as suas características e qual o tratamento mais adequado.

Quais são os sinais e sintomas?

Créditos de imagem: Adobe Stock

 

Os sintomas são semelhantes a uma gripe, como por exemplo:

 

  • febre
  • tosse
  • falta de ar (dificuldade respiratória)
  • cansaço

 

Em casos mais graves pode evoluir para pneumonia grave com insuficiência respiratória aguda, falência renal e, até mesmo, levar à morte.

Qual é o período de incubação?

O período de incubação estimado da COVID-19 (até ao aparecimento de sintomas) é de 2 a 14 dias, segundo as últimas informações publicadas.

Como se transmite?

A COVID-19 pode transmitir-se por:

 

  • gotículas respiratórias
  • contacto direto com secreções infetadas
  • aerossóis em alguns procedimentos terapêuticos que os produzem (por exemplo as nebulizações)

Como me posso proteger da COVID-19?

Créditos de imagem: Adobe Stock

 

Existem algumas medidas que ajudam a prevenir a infeção por COVID-19 e que devem ser adotadas por todos, tais como:

 

  • Etiqueta respiratória: 
    • tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir
    • utilizar um lenço de papel ou o braço, nunca com as mãos
    • deitar o lenço de papel no lixo
    • lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir

 

  • Reforçar as medidas de higiene:
    • lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou com uma solução de base alcoólica
    • evitar contacto próximo com doentes com infeções respiratórias

Os animais domésticos podem transmitir o coronavírus?

Não. De acordo com informação da Organização Mundial da Saúde, não há evidência de que os animais domésticos, tais como cães e gatos, tenham sido infetados e que, consequentemente, possam transmitir a COVID-19.

Em que países é que se detetaram pessoas infetadas?

Esta informação está constantemente a ser atualizada pelas autoridades internacionais e pode ser consultada no site do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças e na Organização Mundial da Saúde.

Necessito de usar máscara facial se estiver em público?

Créditos de imagem: Adobe Stock

 

De acordo com a situação atual em Portugal, não está indicado o uso de máscara para proteção individual, exceto nas seguintes situações:

 

  • Pessoas com sintomas de infeção respiratória (tosse ou espirro);
  • Suspeitos de infeção por COVID-19;
  • Pessoas que prestem cuidados a suspeitos de infeção por COVID-19.

Existe vacina para a COVID-19?

Não. Sendo um vírus recente, as investigações ainda estão em curso.

Os antibióticos são eficazes na prevenção e no tratamento da COVID-19?

Não, os antibióticos não resultam contra vírus, apenas bactérias. A COVID-19 é uma doença provocada por um vírus (SARS-CoV-2) e, como tal, os antibióticos não devem ser usados para a sua prevenção ou tratamento. Não têm resultados e podem contribuir para o aumento das resistências a antibióticos. Existem medidas que ajudam a prevenir a infeção por COVID-19 e também recomendações para os viajantes.

É seguro receber cartas ou encomendas da China?

Sim, a Organização Mundial de Saúde considera seguro. Até ao momento, não é conhecida a capacidade de transmissão da doença através do contacto com superfícies ou objetos, pelo que as precauções a ter são as relacionadas com medidas gerais de higiene.

Tenho um familiar ou amigo que regressou de um país onde existem pessoas com COVID-19. Precisa de alguma declaração para voltar ao trabalho ou à escola?

Não. A Direção-Geral da Saúde recomenda:

 

  • Vigiar o aparecimento de tossefebre ou falta de ar (dificuldade respiratória) durante os 14 dias após o regresso
  • Caso tenha algum destes sintomas ligue para o SNS 24 (808 24 24 24) antes de se dirigir a uma serviço de saúde e siga todas as recomendações

 

  • Adotar medidas de etiqueta respiratória:
    • Tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir
    • Utilizar um lenço de papel ou o braço, nunca com as mãos
    • Deitar o lenço de papel no lixo
    • Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir

 

 

 

As autoridades internacionais estão diariamente a atualizar a informação, pelo que esta poderá sofrer alterações frequentemente.

 

Fonte: Direção-Geral da Saúde (DGS) | Serviço Nacional de Saúde (SNS)

Um novo vírus manifestou-se nos humanos e desde então, tem-se vindo a espalhar e a assustar o mundo.

12 de Março de 2020
Autor:

Adriana Gonçalves

Content Manager & Social Media Zome
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios