Temas Fechar

Como posso reduzir a minha fatura da luz e da água?

08 de Outubro de 2020
Créditos de imagem: Adobe Stock

Está a precisar de reduzir as suas faturas de casa ao final do mês? Saiba como neste artigo.

Autch!!! O choque! O drama! O horror! Mais uma fatura da luz de arrepiar! Os dias começaram a ficar mais frios e a Maria já não dispensa o aquecedor. Quer dizer, quem diz o aquecedor diz também as receitas feitas no forno e a televisão que fica ligada o dia todo (dias mais frios pedem fins de semana de cinema...).

 

O momento de abrir o email ou ir à caixa de correio para ver as faturas das despesas de casa, não tem de ser um momento doloroso! Saiba como pode controlar os gastos de energia e reduzir as faturas ao final do mês.

Reduza o consumo de eletricidade

  • Descubra qual é a tarifa de energia mais adequada para si

 

Sabe qual é a opção horária do seu contrato de eletricidade? Bi-horário, por exemplo, pode ser uma boa solução para si: neste caso a energia é mais barata durante a noite e aos fins de semana - as chamadas “horas de vazio”. Com uma rotina organizada poderá ligar os eletrodomésticos que consomem mais durante este intervalo de tempo.

 

NOTA: Para saber qual é a tarifa melhor para o seu caso, contacte o seu fornecedor de energia.

 

 

  • Tire o máximo proveito da luz natural

 

A luz natural, para além de ter influência no nosso estado emocional, na saúde mental e no bem-estar geral, é uma excelente forma de reduzir as faturas aí de casa. Aproveite ao máximo a luz natural para iluminar as diferentes divisões e até para ajudar a aquecer um pouco.

 

 

  • Utilize os eletrodomésticos de forma consciente

 

Sabia que a cozinha é o local da casa onde gasta mais eletricidade? Se pensarmos bem este é o sítio onde temos mais eletrodomésticos que são utilizados diariamente e, em alguns casos, várias vezes ao dia. Como é que podemos poupar na cozinha? É mais fácil do que imagina:

 

Forno - evite estar sempre a abrir e a fechar a porta pois vai fazer a temperatura diminuir e depois fica mais difícil de aquecer. Pode ainda aproveitar para desligá-lo um pouco antes de finalizar os seus cozinhados aproveitando o calor residual para terminar a cozedura.

 

Frigorífico - a regra de “evitar abrir a porta” também se aplica ao frigorífico. Para além disto deve estar também atento à temperatura que não deverá ser inferior a 3ºC.

 

Máquinas da loiça e da roupa - sempre que possível opte por utilizar programas económicos e baixas temperaturas. Grande parte do consumo destas máquinas é causado pelo aquecimento da água. Utilize estas máquinas sempre com a carga máxima indicada e evite utilizar a máquina de secar (o estendal é bem mais amigo do seu bolso!).

 

 

  • Reduza o tempo com equipamentos eletrónicos ligados

 

É daqueles que tem o hábito de deixar a televisão ligada enquanto faz outras tarefas só para fazer “ruído de fundo”? Se quer mesmo ver resultados ao final do mês vai ter de evitar estes consumos desnecessários, principalmente se estiver a sobrepor vários equipamentos eletrónicos, como por exemplo, deixar a televisão ligada enquanto está no computador ou no telemóvel.

 

Outra regra de ouro é dizer adeus ao famoso “standby”! Tenha o cuidado de desligar por completo os seus equipamentos, o modo standby faz com que esteja sempre a gastar eletricidade.

 

O mesmo se aplica a acessórios como os carregadores de telemóveis que teimam em ficar esquecidos na tomada (sim, nós sabemos, acontece com todos…).

Gaste menos gás e poupe água quente

De que cor é a chama do seu fogão neste momento? Se for azul pode ficar tranquilo, se tiver uma chama mais amarela ou laranja é melhor pedir a um especialista para ver se tem alguma obstrução nas passagens de ar ou de gás pois está a queimar mais gás do que o realmente está a utilizar nos seus cozinhados.

 

Outra dica é optar por utilizar a panela de pressão para cozinhar alguns alimentos que, numa panela normal, podem demorar muito mais tempo e, consequentemente, consumir muito mais gás. A panela de pressão aquece mais rápido e consegue concentrar mais o calor.

 

Para a climatização da sua casa é fundamental investir num bom isolamento: de nada lhe vale tentar aquecer a casa de mil e uma formas se depois a sua capacidade de reter o calor é insuficiente.

Sente que tem feito de tudo para poupar, mas não vê resultados nas faturas?

Se já aplicou estas dicas de poupança na sua rotina, mas continua a receber faturas acima do que estava à espera, talvez seja o momento de fazer uma pesquisa para conhecer as ofertas de outras empresas fornecedoras de energia.

 

Pode ainda recorrer à tecnologia para monitorizar o consumo de energia da sua casa, através de dispositivos como o EnergyOT, por exemplo, ou para adquirir equipamentos que o ajudem a fazer um uso mais consciente dos seus eletrodomésticos e materiais eletrónicos, como é o caso das tomadas e extensões elétricas inteligentes.

Já sabe por onde vai começar? Siga as nossas dicas e inclua a família nesta missão de reduzir as faturas de casa.

 

Gostou deste artigo? Leia também "Sustentabilidade em casa: 6 dicas práticas para começar".

Está a precisar de reduzir as suas faturas de casa ao final do mês? Saiba como neste artigo.

08 de Outubro de 2020
Autor:

Catarina Pinheiro

Content Manager
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios