Temas Fechar

Ano novo, vida nova! - por Inês Craveiro

05 de Janeiro de 2021
Créditos de imagen: Adobe Stock

Ano novo, vida nova, e apesar de ser clichê, são 365 oportunidades para ti, para as tuas metas, e para diferença que tu queres fazer neste pequeno pedacinho de mundo que é teu!

Passamos a última semana do ano a fazer a retrospectiva do ano que está a terminar. Pensamos no que correu bem e nos fez felizes, e no que tínhamos programado e não conseguimos concretizar. Pensamos também no que podemos fazer no novo ano: o que vamos mudar, de que forma vamos ser melhores na nossa profissão e na nossa vida pessoal, os objetivos físicos e de saúde, e as viagens que vamos fazer. Criam-se mil planos, uns mais tangíveis que outros, mas todos baseados num desejo de ser diferente, de pensar diferente, e de fazer diferente.

 

Quando damos conta estamos naqueles últimos minutos antes de chegar a meia noite, e foram tantos os planos que fizemos mentalmente, que está na altura de escolhermos apenas alguns para que o ano novo valha a pena e que seja um ano mágico, para relembrar para sempre. Dá-se a meia noite e parece que o relógio começa a contar do zero, como se de um jogo de se tratasse. Sentimos-nos donos do universo e estamos prontos para concretizar todas as metas que nos propusemos.

 

Ou, pelo menos, é assim que é vivida essa noite, sempre em grande êxtase e crença nos 12 desejos que pedimos, e onde subir em cima de uma cadeira com o pé direito, vestir aquela peça de roupa interior azul e brindar com espumante ou champanhe, não pode faltar.  

 

Entre as dietas, as metas pessoais e profissionais, há de tudo – é só dar azo à imaginação. 

 

Acordamos no primeiro dia do ano e sentimos um misto de emoções, que variam entre a excitação de termos uma nova oportunidade, e a ansiedade de termos feito um compromisso connosco próprios. Tornamo-nos devedores a nós mesmos, fazemos mentalmente planos para chegar do ponto onde estamos, para o ponto onde queremos chegar, e sentimo-nos mal quando começamos a ficar aquém. Começamos a ser crentes da chamada procrastinação, que insiste em ficar no meio, entre o planeado e o concretizado, e a arranjar mil desculpas.  

 

Este “palavrão”, que facilmente se junta à preguiça, é o causador de todas as nossas ações não realizadas e metas não concretizadas, onde a culpa é sempre de alguma coisa, ou de alguém, menos de nós mesmos. 

 

Para além desta tal procrastinação que teima em estar sempre à nossa frente a dizer-nos “vá, não faz mal o não fazeres hoje, pode ficar para amanhã”, está a nossa mania constante de começar tudo no primeiro dia do ano, primeiro dia do mês ou até primeiro dia da semana. De certa forma, tomando como inválidos todos os outros dias do ano.  

 

Quase como se só no primeiro dia de qualquer coisa é que pudéssemos pôr em prática as mudanças que queremos fazer na nossa vida. E aqui é que começa a tornar-se chato, porque se formos a contar o primeiro dia do ano, mais o primeiro dia de cada mês, mais todas as segundas feiras, em que algumas até batem simultaneamente com os outros fatores de soma, contamos apenas com 62 dias para começar todas as nossas metas para 2021. E os outros 303 dias do ano, o que fazer com eles? 

 

Tudo. 

 

Pode ser essa a resposta? Por mim, sim! Podemos fazer TUDO. São dias com as mesmas 24h, que poderão dar-nos as mesmas oportunidades, e principalmente, onde poderemos criar essas mesmas oportunidades.  

 

O tal “SOMOS DIFERENTES, PENSAMOS DIFERENTE, FAZEMOS DIFERENTE” que tanto falamos.

 

Portanto, não interessa se começas no primeiro dia do ano, no primeiro dia do mês ou até mesmo no primeiro dia da semana. Não interessa se é à meia noite da passagem de ano ou se é às três da tarde de um dia qualquer. Começa apenas! Cria uma meta e vai! Não deixes passar mais 5 segundos. 

 

Agora é o momento certo – será sempre! E porquê? Porque o segundo anterior a este, já passou, e o que vem no futuro, ninguém sabe como será a não ser tu mesmo, se tomares consciência e controlo da tua vida e das metas que queres concretizar. 

 

Ano novo, vida nova, e apesar de ser clichê, são 365 oportunidades para ti, para as tuas metas, e para diferença que tu queres fazer neste pequeno pedacinho de mundo que é teu! Estás pronto/a?

Ano novo, vida nova, e apesar de ser clichê, são 365 oportunidades para ti, para as tuas metas, e para diferença que tu queres fazer neste pequeno pedacinho de mundo que é teu!

05 de Janeiro de 2021
Autor:

Inês Craveiro

Hub Director - HUB Oeiras
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios