Temas Fechar

13 jardins e parques para conhecer em Portugal

14 de Agosto de 2020
Créditos de imagem: Adobe Stock

Está sem ideias para a sua próxima escapadinha? Estes são alguns dos jardins e parques que pode visitar em Portugal.

Já dizia o sábio Cícero que se tivermos uma biblioteca e um jardim temos tudo. Por vezes, esquecemos – sobretudo quem mora em grandes cidades – de como as plantas transmitem paz e serenidade. 

 

São muitos os parques urbanos e as áreas ajardinadas que convidam a um passeio mais tranquilo, de norte a sul do país.

 

A recuperação da atividade turística nacional, setor chave da nossa economia, irá depender, numa primeira fase, do turismo interno. Por isso, viajar por Portugal significa encontrar a nossa cultura, o nosso património, as nossas raízes, conhecer as diferentes regiões do país, a sua diversidade, mas também experimentar as atividades e a oferta que estão disponíveis ao longo de todo o território.

 

Está sem ideias para a sua próxima escapadinha em família? Estes são alguns dos jardins e parques que pode visitar em Portugal.

Bacalhôa Buddha Eden – Bombarral

Créditos de imagem: portugalconhecaomaisbelopaisdaeuropa.blogspot.com

Com cerca de 35 hectares, o jardim foi criado em protesto contra destruição dos Budas Gigantes de Bamyan, naquele que foi um dos maiores actos de barbárie cultural, apagando da memória obras-primas do período tardio da Arte de Gandhara.

 

Entre budas, pagodes, estátuas de terracota e várias esculturas cuidadosamente colocadas entre a vegetação, estima-se que foram usadas mais de 6 mil toneladas de mármore e granito para edificar esta obra monumental. A escadaria central é o ponto focal do jardim, onde os Buddha dourados dão calmamente as boas-vindas aos visitantes.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Jardins do Palácio de Cristal – Porto

Créditos de imagem: dicasdelisboa.com.br

Estes jardins românticos são um aprazível espaço verde localizado mesmo no centro do Porto, a partir do qual se desfrutam deslumbrantes panorâmicas do Rio Douro e do mar.   Foram projetados na década de 1860 pelo paisagista alemão Émile David, para envolver o então Palácio de Cristal, substituído pelo Pavilhão Rosa Mota na década de 1950.

 

Os Jardins do Palácio de Cristal incluem o chamado Jardim Emílio David que possui belos exemplares de rododendros, camélias, araucárias, ginkgos e faias, para além de fontes e estátuas alegóricas às estações do ano.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Jardins do Palácio Nacional de Queluz – Sintra

Créditos de imagem: hisour.com

O Palácio Nacional de Queluz e os seus jardins históricos constituem um dos exemplos mais extraordinários da ligação harmoniosa entre paisagem e arquitetura palaciana em Portugal.

 

De evidente inspiração francesa, dividem-se em vários espaços distintos, como o Jardim Grande (ou Jardim de Neptuno), o Jardim Novo (ou Jardim de Malta) e o Jardim Botânico.

São jardins de buxo geométricos, marcados pelos conjuntos escultóricos (que representam, nomeadamente, figuras mitológicas da antiguidade clássica), por cascatas e tanques de água, pelas gaiolas com pássaros exóticos e pelos azulejos.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Parque de Serralves - Porto

Créditos de imagem: Wikipédia

Parque de Serralves é um espaço verde, que se estende por 18 hectares e que envolve o Museu de Arte Contemporânea (Fundação de Serralves), edifício projetado pelo arquiteto José Castelo Branco na cidade do Porto.

 

Ao longo do parque obras de arte de vários artistas contemporâneos estão expostas, ao lado da flora típica da Região Norte de Portugal, como carvalhos, bétulas e o teixo.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Mata do Buçaco – Mealhada

Créditos de imagem: bomdia.eu

A Mata do Buçaco é um bosque espesso, muitas vezes secular, onde as árvores têm porte gigantesco e são ricas em essências, perfumes e fulgor. E ainda o sumptuoso Palace Hotel do Buçaco, outrora residência de Reis e que nos nossos dias recebe Homens de Estado e quem, na busca da tranquilidade, tem o gosto de se acolher num dos mais belos hotéis românticos da velha Europa.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Jardim Botânico - Madeira

Créditos de imagem: allaboutportugal.pt

É constituído por diversas espécies botânicas, mais de 2 500 plantas, oriundas de todos os continentes que coexistem em harmonia, cerca de 300 aves exóticas e 200 espécies indígenas da Região.

 

No Jardim Botânico da Madeira efetua-se investigação da flora da Macaronésia e em particular o estudo da biodiversidade vegetal do arquipélago da Madeira.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Quinta da Aveleda – Penafiel

Créditos de imagem: aveleda.com

Passeie por um dos mais belos jardins de conceção romântica da região. Encontre recantos de pura meditação, enquanto observa árvores seculares. Detenha-se na janela manuelina do século XVI, onde, segundo a tradição, D. João IV (r. 1640-1656) terá sido aclamado rei de Portugal, no Porto, e que foi, mais tarde, transportada para os jardins desta quinta.

 

A tudo isto acrescente um bom vinho verde, o cheiro dos velhos cascos de carvalho que escondem segredos de gerações e um fantástico queijo.

 

Consulte mais informações, clique aqui 

Jardim do Santuário do Bom Jesus do Monte - Braga

Créditos de imagem: dicasdelisboa.com.br

O funicular mais antigo do mundo, escadórios intermináveis, fontes e estátuas barrocas, envolvidos por um manto de vegetação centenário, onde se acrescenta uma história com génese no séc. XIV, fazem do Bom Jesus do Monte (ou Bom Jesus de Braga) um dos destinos mais procurados por bracarenses e visitantes, que foi notícia recentemente, graças à sua classificação como Património da Humanidade da UNESCO. 

 

Grutas, trilhos por descobrir, coretos e lagos, fazem deste parque um espaço único de diversão para toda a família.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Parque de Monserrate – Sintra

Créditos de imagem: dicasdelisboa.com.br

Próxima do centro histórico de Sintra, situa-se uma das mais belas criações arquitetónicas e paisagísticas do Romantismo em Portugal: o Parque e Palácio de Monserrate, testemunhos ímpares dos ecletismos do século XIX.

 

Os jardins receberam espécies vindas de todo o mundo e foram organizados por áreas geográficas. O relvado fronteiro ao Palácio permite o descanso merecido, durante a descoberta de um dos mais ricos jardins botânicos portugueses.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Parque Terra Nostra – Açores

Créditos de imagem: visitportugal.com

Parque Terra Nostra é um jardim botânico português localizado no Vale das Furnas, concelho da Povoação, ilha de São Miguel, arquipélago dos Açores.

 

Embora inicialmente ignorado pelos primeiros povoadores, o Vale das Furnas começou a ser popular no séc. XVIII, devido ao crescente interesse no uso de águas minerais para o tratamento de várias doenças.

 

Consulte mais informações clique aqui

Jardim da Alameda João de Deus - Algarve

Créditos de imagem: allaboutportugal.pt

No espaço podem ser apreciadas diferentes espécies vegetais, nomeadamente algumas árvores centenárias e animais. No Jardim existe ainda uma pequena cascata, um lago e pode-se usufruir de vários equipamentos lúdicos, minigolfe, parque infantil, polidesportivo e parque geriátrico.

 

Destaca-se a fachada do matadouro, um bom exemplar do revivalismo neoárabe, que está inserida neste jardim e que serve de acesso à Biblioteca Municipal de Faro.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Jardins da Gulbenkian – Lisboa

Créditos de imagem: dicasdelisboa.com.br

Construído na década de 60, segundo projeto dos arquitetos paisagistas António Viana Barreto e Gonçalo Ribeiro Telles, o Jardim da Fundação Calouste Gulbenkian é um dos jardins mais emblemáticos do movimento moderno em Portugal e uma referência para a arquitetura paisagista portuguesa.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Parque da Devesa - Vila Nova de Famalicão

Créditos de imagem: parquedadevesa.com

Com os seus 27 hectares, o parque é um espaço único de contacto com a Natureza, lazer, convívio e desporto, que se configura como um veículo de excelência para a educação ambiental e para a sustentabilidade, e como uma mais-valia cultural, cívica e ética, propondo-se contribuir para o crescimento integral dos cidadãos no respeito pelo próximo, pela natureza e pelas gerações futuras.

 

Este parque é atravessado em toda a sua extensão pelo Rio Pelhe, que em muito contribui para a beleza e aprazibilidade, nas quais também concorrem a respetiva galeria natural, como por exemplo, os lagos, os carvalhos centenários, as sequóias e outras árvores de pequeno e grande porte, bem como penedos graníticos.

 

Consulte mais informações, clique aqui

Cada pequena vila ou cidade possui vários jardins, uns mais antigos e românticos, outros mais modernos. A escolha é muita e variada, mas há jardins que são autênticos marcos e símbolos não só da cidade mas também do país.

 

Gostou destas dicas? Aproveite este Verão para conhecer mais do nosso Portugal. Bom passeio! 

Está sem ideias para a sua próxima escapadinha? Estes são alguns dos jardins e parques que pode visitar em Portugal.

14 de Agosto de 2020
Autor:

Adriana Gonçalves

Content Manager & Social Media Zome
Partilhar:
Publicações recentes
Newsletter
Subscreva a nossa newsletter!
Copyright Zome Portugal® 2019. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade Termos e condições Resolução Alternativa de Litígios